EDUCAÇÃOPrefeitura reforça luta para combater o analfabetismo

Será feita chamada escolar do dia 31 de julho a 4 de agosto para identificar quem são e onde estão os analfabetos

Para identificar quem são, onde estão e o perfil detalhado dos analfabetos existentes em Porto Velho, a Prefeitura vai intensificar o projeto ‘Porto Velho Alfabetizada’, lançado pelo prefeito dr Hildon Chaves no dia 1º de junho, numa parceria com o Movimento Rondônia pela Educação (MRPE), liderado pela Federação das Indúsrias de Rondônia (Fiero) com a ajuda de parceiros.

O projeto será desenvolvido por meio de uma ampla chamada escolar, em mais de 500 postos distribuídos na zona urbana e rural, em escolas, igrejas, associações e outras entidades da sociedade civil. “O importante é o engajamento de todos nesse importante trabalho de resgate, sobretudo de cidadania”, destacou o prefeito dr Hildon, por ocasião do lançamento do projeto Porto Velho Alfabetizada.

A chamada escolar deverá identificar a parcela de analfabetos existentes em Porto Velho, hoje estimada em torno de 30 mil pessoas, a partir de análise do censo de 2010 do IBGE. A partir daí, os organizadores, juntamente com a Secretaria Municipal de Educação poderão formatar cursos de alfabetização para cada turma, de acordo com idade e perfil socieconômico.

A chamada escolar será realizada entre os dias 31 de julho e 4 de agosto, por meio de 520 postos de cadastramento, identificados com cartazes em congregações da Igreja Assembleia de Deus; paróquias da Arquidiocese de Porto Velho; escolas da rede municipal (Semed); e unidades do Sesi e Senai;

O cadastramento será feito online pelo site da Fiero. Onde não há disponibilidade de internet ou computadores, serão distribuídos questionários em papel.

Link das unidades da chamada escolar:/uploads/editor/files/EDUCA%C3%87%C3%83O.ods