Prefeitura e Santo Antônio Energia apresentam protocolos de intenções das compensações

21/Dez/2012 - 12:24

 

 

 

 

 

   IMG 2991Na tarde de quinta-feira (20), a prefeitura de Porto Velho e representantes do consórcio responsável pela construção da usina de Santo Antônio realizaram a apresentação de mais 120 projetos que foram executados ou estão em andamento na capital e distritos, oriundos das compensações de impactos gerados pela obra.

 


   Segundo o secretário da secretaria municipal Extraordinária de Programas Especias – Semepe-, Pedro Beber, tudo o que foi executado está registrado e catalogado para dar transparência e lisura a todas as ações que foram realizadas pelo consórcio, indicadas e fiscalizadas pela prefeitura.

 


   Pedro Beber falou sobre o início do processo compensatório que se deu ainda em 2008, com a elaboração do primeiro protocolo de intenções, onde a prefeitura colocava as principais necessidades do município. "Nosso carro chefe em termos de indicação de necessidades do município foi a educação e a saúde. Tínhamos um montante de pouco mais de 65 milhões de reais para serem investidos e a maior parte das ações já foi executada. O que estamos fazendo hoje, é expor estes projetos para que seja de conhecimento tanto da população de Porto Velho quanto da administração", diz o secretário da Semepe.

 


IMG 3003   Os 120 projetos dizem respeito as obras, aquisição de equipamentos, maquinários, veículos, fornecimento de materiais para equipar escolas e postos de saúde, viaturas, ambulâncias e asfaltamento de vias públicas. Durante a cerimônia o secretário destacou as obras realizadas em um grande número de postos de saúde (alguns construídos, outros ampliados e restaurados), na educação e as ações de prevenção a malária, que é competência do governo federal, mas foi assumido pela prefeitura, que realizou entre outras vertentes, a distribuição de mosquiteiros com inseticida que reduziram significativamente o número de casos da doença em Porto Velho.

 


   Alexandre Queiroz, diretor de sustentabilidade da Santo Antônio Energia, diz que este ato serve para quitar uma das condicionantes impostas pelo Ibama para a realização da obra da usina em Porto Velho: "Uma obra deste porte aumenta muito a população local e se nós estamos trazendo gente para o município precisamos dar ao poder público condições de atender a nova demanda, principalmente na área da saúde e educação", diz Alexandre.

 

 

 

Mobilidade

 

 

 

    Outro ponto destacado foi o plano de mobilidade urbana, entregue recentemente ao Município pelo consórcio. "Além das obras a Santo Antônio IMG 3002desenvolveu projetos importantes para acompanhar o crescimento de Porto Velho, a exemplo do Plano Municipal de Mobilidade Urbana que da ao município possibilidade de angariar recursos para a execução de uma melhoria significativa no trânsito, tendo em vista o crescimento do poder aquisitivo população que aquece o mercado, principalmente o automobilístico, gerando um maior número de veículos nas ruas", conclui o diretor.

 


   Tanto o secretário quanto os representantes do consórcio se disseram orgulhosos com os resultados obtido.

 

 

 

Por Edina Silva

 

Foto Frank Nery

 

 

logotipo da prefeitura de porto velho