www.googletagmanager.com Prefeitura de Porto Velho Ir para conteúdo

ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA
Implantação de sistemas de controle e busca de medicamentos mudou a realidade da farmácia de Porto Velho

09/Abr/2024 - 09:31

Em seis anos, quase 130 milhões de remédios foram distribuídos e cerca de R$ 53 milhões investidos

Pelo aplicativo também é possível fazer a consulta e visualizar as unidadesOs investimentos empregados pela Prefeitura de Porto Velho proporcionaram para a população avanços e melhorias em diversas áreas da saúde, e uma delas é a assistência farmacêutica. A ampliação do Sistema de Dispensação de Medicação (Sisfarma), de controle de estoque e dispensação dos medicamentos, e a implantação do sistema próprio FarmaPub, ferramenta de busca, mudaram a realidade desse setor na capital.

A ampliação do Sisfarma foi considerada um marco no que diz respeito ao controle dos medicamentos. Antes dessa ferramenta, em gestões anteriores, o município sofria com a falta de remédios básicos no estoque da Semusa.

Visando acabar com isso, no início da gestão foi dado início à ampliação do Sisfarma. Com os investimentos nesse setor, a tecnologia pôde chegar cada vez mais longe, atendendo um número maior de pessoas.

Lançado em 2016, o Sisfarma foi implantado em apenas 12 unidades de saúde naquele ano, mas foi a partir de 2017, atual gestão, que a plataforma começou a trazer resultados. Lígia Arruda, diretora do Departamento de Assistência Farmacêutica (DAF) da Semusa, conta que os esforços empregados pela Prefeitura de Porto Velho foram inúmeros.

Ferramenta digital que pode ser acessada pelo celular ou computador"Em 2017, a gestão implantou internet em todas as unidades da área urbana da capital. Com isso, tivemos a implantação do Sisfarma Web nesses locais, mas os desafios eram ainda maiores porque precisávamos levar esse sistema para os distritos e, com muito esforço, isso aconteceu”, explicou Lígia.

A oferta desse sistema nas unidades de saúde de baixa e média complexidade, reduziu a defasagem na dispensação de medicamentos na rede pública municipal. Isso porque, com o Sisfarma, o controle do estoque passou a ficar sob total responsabilidade do DAF.

Segundo Lígia, “isso significa que o controle deixou de ser feito pelas unidades e foi concentrado no departamento. Dessa forma, na medida que os medicamentos vão sendo dispensados, a equipe técnica já vai analisando se existe a necessidade de realizar uma nova remessa de compra. É um trabalho contínuo que trouxe e traz resultados”.

Atualmente, o Sisfarma está instalado em 57 unidades do município de Porto Velho. Dessas, 23 estão na zona rural, que é o chamado Sisfarma Offline.

O aplicativo ainda mostra um mapa para facilitar o trajeto até o localFARMAPUB

Atrelado ao Sisfarma, o aplicativo FarmaPub também foi outro avanço da gestão, na assistência farmacêutica. Essa tecnologia trouxe mais transparência e facilitou a busca por medicamentos nas unidades de saúde.

Através dele, o paciente que necessita de medicamentos da rede pública municipal pode acessar o aplicativo e encontrar qual o local mais próximo que esse remédio está disponível. Além disso, a ferramenta ainda disponibiliza o trajeto para que este usuário chegue até a unidade de saúde.

Usuário desde 2020, o paciente Augusto César conta que a ferramenta facilitou e ajudou na busca pelos remédios. “Eu sou pré-diabético, então preciso pegar os medicamentos mensalmente para fazer o controle. Antes de conhecer esse aplicativo, eu ia direto na unidade onde eu estava mais próximo e às vezes não tinha os medicamentos naquele momento, mas com esse app tudo é mais fácil, porque sei exatamente onde tem os meus remédios e não preciso dar viagem perdida”, relata.

Para ter acesso, é só baixar o aplicativo na loja do seu celular Android. Para usuários de smartphones iOS e computadores, a ferramenta está disponível clicando neste link.

NÚMEROS

Prova desses investimentos são os resultados alcançados durante quase toda a gestão. De 2018 até 2023, a Prefeitura de Porto Velho distribui quase 130 milhões de medicamentos nas farmácias do município, compreendendo atenção básica, média complexidade, Secretaria Estadual de Justiça e outras demandas.

Além disso, esse montante de itens representa um investimento de quase R$ 53 milhões apenas na compra de medicamentos, de 2018 até 2023.

Texto: João Muniz
Foto: Leandro Morais

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Compartilhe nas redes:
Twitter Whatsapp

Utilizamos cookies em acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
2024 © Prefeitura de Porto Velho - RO - SMTI