imagem do corona vírus
Se apresentar sintomas leves de gripe como: tosse, coriza, dor de cabeça, ligue: 0800 647 5225

Unidades de Saúde de Porto Velho passam a disponibilizar medicamentos para vítimas cardíacas

21/Nov/2012 - 10:41

 MG 7828   A prefeitura de Porto Velho, através da secretaria municipal de Saúde (Semusa), em parceria com o Instituto do Coração (Incor), Universidade de São Paulo (USP) e Hospital das Clínicas, lançou na manhã desta quarta-feira, 21, o medicamento TNK que pode salvar vítimas de doenças cardíacas.  De acordo com o secretario municipal de Saúde, Williames Pimentel, a medicação custa em torno de 5 mil reais da rede particular, e o paciente terá esse benefício totalmente gratuito.“Fomos procurar o que tinha de melhor que foi o instituto do coração, USP, hospital das Clínicas, fizemos parceria para a capacitação dos nossos médicos objetivando o atendimento a emergências cardiológicas e agora com a medicação devida que é o trombolítico, nossas salas de urgência e emergência se tornam totalmente equipadas”, disse Pimentel.


   MG 7833 O secretário disse ainda que as duas UPAS possuem UTI com monitor cardíaco, desfibrilador e outros equipamentos modernos e de grande importância. “E o medicamento é mais um grande passo no atendimento às vitimas de doença cardíaca, esta que é a segunda causadora de morte na cidade sendo a primeira relacionada aos acidentes de trânsito”, observou.


   Ele disse também que a medicação já foi encaminhada para as duas UPAs e em seguida os dois prontos atendimentos 24 horas Jose Adelino e Ana Adelaide e que o município passa a disponibilizar de forma completa o atendimento de urgência e emergência cardiológica. “Nossos médicos estão preparados, passaram por outro aperfeiçoamento recentemente, estamos colocando toda a medicação nas nossas salas vermelhas para estabilizar o paciente do risco de morte. Enfim, é um processo novo  MG 7845que estamos colocando à disposição da sociedade lançando em primeira mão com a presença do Dr. Sérgio Timermam, reconhecido nacionalmente e mundialmente”, esclareceu Williames Pimentel.


   O Dr. Sérgio Timerman, da USP, falou da importância de se estruturar o setor público de saúde para este tipo de atendimento que tem tendência de crescimento. “A população precisar ter apoio do município, saber o que fazer diante de um cardíaco, e onde procurar o atendimento e que este atendimento seja eficaz. Uma cidade que oferece este atendimento dá condições de atender rapidamente e reverter o infarto. E este medicamento que hoje passa a ser disponibilizado pelo Município tem experiências de sucesso no país. Com o uso dele no Brasil tem se conseguido reduzir a morte por infarto”, disse Timerman.


Por: Janiele Viana
Fotos: Medeiros


logotipo da prefeitura de porto velho logotipo da prefeitura de porto velho