Boletim Eletrônico







Porto Velho mais limpo 2

2º conselho tutelar da criança e do adolescente realiza eleição

ImageComeçou hoje, às 8 horas e encerra às 17 horas, a eleição para o 2º Conselho Tutelar de Porto Velho, que abrange a zona leste, a partir da Jorge Teixeira, juntamente com os distritos. Os eleitores da 21ª e 23ª zonas devem votar no Colégio Padrão; os da 22ª zona votam no Colégio Joaquim Vicente Rondon, na avenida Jatuarana, Eldorado. Já os eleitores da 2ª, 6ª, 20ª e 24ª zonas eleitorais estarão com as urnas disponibilizadas no Colégio Antônio Ferreira da Silva, na rua Duque de Caxias. No momento da votação deve-se um documento de identidade com foto e o título de eleitor.
Vinte candidatos, 13 deles homens, concorrem a uma das cinco vagas disponíveis. A posse dos cinco mais votados vai acontecer na próxima terça-feira (02 de maio). A eleição é coordenada pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA).
Para se inscrever, os candidatos tiveram que apresentar documentos que comprovassem idoneidade moral (certidões civil e criminal), maioridade, além da Carteira de Identidade, CPF e certificado de conclusão do ensino médio. O candidato também deve residir na capital e ter trabalhado em atividades diretamente relacionadas à criança e ao adolescente há pelo menos dois anos, junto a entidades de atendimento à criança e adolescente por no mínimo um ano. Deve ainda apresentar atestado comprovando que exerceu a função, seja do Ministério Público, Juizado da Infância e Juventude ou das três entidades cadastradas no Conselho Municipal das Direitos da Criança e Adolescente ou ainda credenciadas no Fórum Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente, Conselho Municipal de Educação e Conselho Municipal de Assistência Social.
Aceita a inscrição, os candidatos passaram ainda por uma prova de conhecimento específico sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente. Aqueles que alcançaram a média sete se submeteram ao teste psicológico e, por fim, à eleição. Os conselheiros, segundo a presidente do CMDCA, Lucy Bicho, “enquanto estiverem ocupando o cargo, não podem se envolver com política partidária. Caso isto ocorra, ele será afastado”.